Arquivo do Autor

Outro do Yeats, também político e sobre mulher (em parte)

Como eu havia prometido, o outro poema, também do Yeats, no qual ele mostra sua visão particular da mulher, no caso, a sua. Talvez ele devesse perguntar, como Freud, “o que quer uma mulher”?
Infelizmente, por ordem da srta. professora, estarei presente a outro evento durante a aula desta semana, então espero que o poema fique bem guardado (caso não proveitosamente discutido, o preferível) até a próxima semana.

NO SECOND TROY

Why should I blame her that she filled my days
With misery, or that she would of late
Have taught to ignorant men most violent ways,
Or hurled the little streets upon the great,
Had they but courage equal to desire?
What could have made her peaceful with a mind
That nobleness made simple as a fire,
With beauty like a tightened bow, a kind
That is not natural in an age like this,
Being high and solitary and most stern?
Why, what could she have done, being what she is?
Was there another Troy for her to burn?

UMA ÚNICA TRÓIA

Como irei culpá-la pela tristeza
Com que encheu meus dias, ou que ela ao fim
Tenha ensinado a dureza aos incultos,
Ou lançado contra o grande o pequeno,
Em quem só a coragem iguala a vontade?
Que causa podia acalmar esse espírito
Que a nobreza fez simples como fogo,
Bela como um arco esticado — coisa
pouco natural numa idade assim —
e solitária como num altar?
Que lhe restava, se ainda era ela,
Sem segunda Tróia para queimar?

(trad. Rafael Rocha Daud)

terça-feira, março 25, 2008 at 8:16 pm Deixe um comentário

Guilherme Mantleiga Yeats

por Rafael Daud

Gostaria de apresentar essa tradução deste poema do William Buttler Yeats para uso e discussão dos alunos do curso.

.

ON BEING ASKED FOR A WAR POEM

I think it better that in times like these
A poet’s mouth be silent, for in truth
We have no gift to set a statesman right;
He has had enough of meddling who can please
A young girl in the indolence of her youth,
Or an old man upon a winter’s night.

.

EM LHE SENDO PEDIDO UM POEMA DE GUERRA

Penso ser desejável, em tempos assim,
Que silencie a fala do poeta, a quem
Falta o poder de corrigir o homem de Estado;
Já se intrometeu o bastante quem satisfez
Uma jovem na indolência da juventude,
Ou um velho durante uma noite de inverno.

trad. Rafael Rocha Daud

sexta-feira, março 21, 2008 at 6:42 pm Deixe um comentário


Sobre o Blogue

"Mujeres-Women-Mulheres II: Uma leitura sobre o Cotidiano para o Século XXI" é a segunda edição de curso ministrado inicialmente em 2008. O blogue é um espaço para reflexão e publicações de material discutido no grupo. Contribuições são bem-vindas!

Serviço

Curso ministrado gratuitamente na Biblioteca Pública Alceu Amoroso Lima. Às quinta-feiras de março e abril de 2009, dias 12/03, 19/03, 26/03, 2/04, 9/04 e 16/04. Horário: das 19 às 21h. Av. Henrique Schaumann, 777, Pinheiros. São Paulo (SP). Informações na secretaria da Biblioteca ou tel 3082-5023.

últimas postagens

quem contribui